Instituto Brasileiro de Museus

Museu da Inconfidência

Educativo

Educativo

O Setor Educativo é um espaço de uso social que possibilita, por meio de ações educativas, a dinamização do Museu com projetos que desenvolve junto à comunidade. Instalado na Casa do Pilar, anexo da instituição, o setor recebe semanalmente um público que abrange desde alunos do ensino fundamental até grupos de terceira idade. A equipe multidisciplinar procura atender solicitações de professores, estudantes e profissionais de áreas afins.

Os projetos obedecem aos pressupostos teóricos e metodológicos da arte-educação, considerando as diferentes linguagens utilizadas pelo ser humano para expressar pensamentos, sentimentos e ideias. As ações se articulam com a realidade imediata do público usuário, ao promover conexões entre história, memória, patrimônio, identidade cultural, alteridade e cidadania.

No MDINC, essa área trabalha ininterruptamente desde 1981 e, em parceria com a Difusão do Acervo e Promoção Cultural, desenvolve eventos recomendados pelo Ibram, como a Semana de Museus e a Primavera de Museus. O setor realiza, eventualmente, oficinas paralelas às exposições de curta duração da Sala Manoel da Costa Athaide, gratuitas e abertas à comunidade.

Projetos pedagógicos

Visitas educativas
Consiste em visitas orientadas para apresentação das coleções da exposição de longa duração. O circuito foi subdividido em temáticas especialmente desenvolvidas para os grupos de visitantes de até 50 pessoas.

A duração de cada roteiro temático é de aproximadamente 1h.

As visitas mediadas são realizadas de terça a sexta-feira, nos períodos da manhã (das 10h às 12h) e da tarde (de 14h às 17h), sendo possível às escolas ou às instituições escolherem um dos quatro roteiros temáticos abaixo.

Roteiro das Mulheres
Contempla salas do museu nas quais o acervo põe em cena o papel exercido pelas mulheres nos diversos estratos da sociedade colonial mineira, discutindo também a representação da figura feminina na exposição.

Roteiro do Barroco
A partir da análise de obras de arte sacra e de peças de mobiliário, discute-se a influência do barroco na vida da sociedade colonial e sua relação com a Igreja Católica. Durante o trajeto, são abordadas também obras de Aleijadinho e Ataíde.

Roteiro da Inconfidência
Nas salas visitadas, são trabalhados os temas referentes ao ciclo do ouro, à mineração, à Coroa Portuguesa e seus impostos, apresentando os antecedentes e o desenrolar do movimento da Inconfidência Mineira.

Roteiro da Formação da Cidade
O roteiro propõe reflexões sobre os processos de formação da cidade de Ouro Preto e a vida cotidiana da sociedade colonial. No trajeto, também são abordados os temas do ciclo do ouro e da Inconfidência Mineira.

As visitas proporcionam diferentes leituras sobre o contexto de criação do museu e a sociedade que produziu os bens culturais representados no acervo do museu.

Agendamento apenas via e-mail: mdinc.educa@museus.gov.br

Colônia de férias
Nos meses de férias correspondentes a janeiro e julho de cada ano, o Setor Educativo realiza colônias de férias para crianças e adolescentes.

Acompanhe a programação e inscreva seus filhos para se divertirem durante as férias no museu!

Girassol
Desenvolvido em parceria com o Serviço Municipal de Saúde Mental de Ouro Preto, o projeto tem como objetivo apontar caminhos para a inclusão dos portadores de transtornos mentais, por meio de visitas a locais públicos, museus, galerias, teatros e oficina de artistas. A iniciativa procura mostrar aos participantes a dinâmica da cidade, permitindo, por meio de vivências, o exercício da cidadania. Da mesma forma, estimula-se o convívio com a comunidade, quebrando o isolamento em que vivem.

Em atividade desde 2001, a ação conta com acompanhamento de um terapeuta ocupacional na avaliação dos participantes e atividades planejadas pelos especialistas em educação do Inconfidência. Os atendimentos são semanais.

Plano Nacional de Educação Museal – PNEM
Desde o lançamento das bases de construção da PNEM pelo Ibram, o Educativo do Museu da Inconfidência vem pesquisando para desenvolver sua política voltada às práticas educacionais nos museus e processos museais, visando principalmente possibilitar participação dos profissionais da área em debates e na melhor execução das práticas no MDINC.

CARTA DE PETRÓPOLIS – Subsídios para a construção de uma Política Nacional de Educação Museal.

Conheça o site da PNEM!